Páginas

14 de março de 2012

Terremoto

Acho que todo mundo já sentiu vontade de sumir, mas no meu caso quero fugir de mim mesma. As minhas personalidades travam muitas batalhas, mas ninguém acredita que isso é complicado de segurar. É como se você quisesse acalmar um terremoto, ou acalmar as ondas do mar. E o turbilhão de pensamentos, que mais uma vez, vem me perturbar. Só que dessa vez, com o poder de me privar do direito de dormir. Tudo que eu queria é ter uma noite tranquila, mas quando eu acho que está tudo bem... sempre tem algo pra acabar com a minha paz.