Páginas

1 de março de 2011

Roda Gigante

Quero voltar a sentir aquele frio na barriga,
Olhar a vista da roda gigante,
Largar tudo e todo e ir sentir a brisa do alto.
Há tempos não sinto mais nada.
Braços e pernas e pensamentos presos, enfim...
Mas nunca é tarde pra recuperar.

Então,
Me dá vontade de sair por aí, sem destino ou pressa.
Ir pra onde meus pés mandam,
Sem me preocupar com que os outros pensam.
Ou vão pensar. Ou estão pensando. Ou já pensaram.
Nada mais importa:
A não ser minha vontade de voar.

inspirado em Raimundos - Me Lambe
Postar um comentário