Páginas

25 de fevereiro de 2009

Diamante

Eu nunca pensei
Que aquela que se dizia minha amiga
Minha melhor amiga
Que se propôs, sem nenhum acordo formal,
Ficar ao meu lado por toda a vida,
Pudesse ter uma queda tão anormal.
Meu conceito sobre ela caiu de tal forma
Que nossa amizade nunca mais voltará a ser especial.

Percebi aquela noite, quando fui deixada de lado
Em minha própria casa.
Risinhos e comentários sobre coisas alheias.
Segredos guardados com cadeado.
Ah, vamos lá, onde estão os valores que VOCÊ mesma ensinou?
E me diga agora, QUEM é que mudou?

Senti na pele novamente
Aquele dia, saída à noite com os amigos.
Você perguntou pra quem eu tinha dado aquela olhada.
Eu apontei e, na hora, você disse:
“Aquele menino é por quem minha amiga é apaixonada”.

Eu concordei, sem relutar.
Achei correto você ter me avisado
Mas semanas depois, vem você me dizer a novidade
Que tinha ficado com o menino que eu tinha apontado.
Pior ainda, você que não percebeu
Que estava em risco a questão da amizade.
Por causa de um capricho teu
Ou melhor, tentação é palavra certa pra nossa idade.

Como eu sempre digo, te desejo sorte
Porque meu coração é bom.
Mas se precisar de mim,
Precisarei pensar duas vezes
Pra ver se te ajudo ou não.

De você apenas a lembrança em minha mente
Ajuda-me a lembrar nossa amizade de anos.
Cuide-se, minha amiga, meu presente
Durma com Deus, sonhe com os Anjos.


24 de fevereiro de 2009

LuaNova

Novos caminhos a se abrir
Novos horizontes surgirão
Medo? Não, isso chama-se esperança.

Esperança de novos rumos, sem desvios.
De que tudo dará certo.
De que haverá alguém pra guiar,
para ficar ao lado.
Mas se não houver ninguém, simplesmente sinto
que minha consciência estará presente,
em incansável busca.
Incansável proteção.