Páginas

14 de novembro de 2017

alegria e alívio

voce nao faz ideia o quanto isso é importante.
eu to em prantos aqui, num misto de alegria e alívio
ter você
que sabe como é compreender sem julgar
sem achar ruim
com firme intenção de ajudar mesmo
apoio e companheirismo
parceiro de silencio
compreendendo que nem só de palavras e orientações vive o ser
o silêncio pode dizer muito mais
eu me sinto acolhida e protegida
e por isso eu só tenho a te agradecer
eu nunca tive isso
nem da minha família
nem dos meus melhores amigos e amigas
eu sempre fui cercada de gente
mas ainda assim faltava algo
e esse algo é a troca de condenação por compreensão
tem noção de quantas vezes guardei o que tava sentindo
porque eu sabia que se eu contasse pra alguém,
se eu abrisse o meu coração,
eu ia escutar e não ser escutada?
tem noção da agonia que isso dá pra um peito aflito,
com anos e anos de coisas acumuladas?
logico que tem noção
você também é isso

9 de novembro de 2017

o que abraçou sua mente

já escrevi isso mas vale reforçar que eu sinto sua falta, e fico feliz de saber que não dói mais admitir isso. eu queria compartilhar as minhas alegrias, meus motivos de sorrir com você. tudo está tão legal! mas você está longe faz mais de um ano. eu não sei nem se você teria interesse em saber. e só o Divino sabe o quanto eu queria saber notícias suas. se você está conseguindo evoluir com seu trabalho, quais mudanças e compreensões abraçaram a sua mente, se você tem gargalhado ultimamente como na época que a gente conversava. eu não sinto culpa, eu só sinto vontade de ver você e saber como está sua essência.

não sentir

atualmente estou com uma grande dificuldade de saber o que realmente quero fazer. como se a mais básica das perguntas fosse impossível de ser respondida. como se houvesse algum bloqueio no sentir. mas hoje sei que saber que não sinto também é sentir. e por isso, sou grata. gloria in excelsis deo.

não dualidade

um misto de confusão e compreensão me habitam agora. ao mesmo tempo que entendo, no segundo seguinte duvido de tudo e volto a estaca zero. mas sei que não é o começo novamente. acho engraçada a sensação de compreensão verdadeira e pura pelo qual passamos. criei o parâmetro e agora consigo perceber toda vez que acontece e sinto-me muito grata por essa oportunidade. tudo é iluminação, como li hoje. inclusive os desafios e infortúnios. quando falamos da não dualidade, realmente isso se aplica a todas as coisas. a certeza é a maior ilusão que existe.
gloria in excelsis deo

caminhos antigos

para escrever com fluidez ainda tenho necessidade de retomar caminhos antigos e ja conhecidos para recuperar forças. com musicas ou memorias, aí sinto que funciona. como se todo o meu corpo gritasse por liberdade de expressão. como se nesse momento eu pudesse ser que eu sou, sem filtros ou medos.

24 de outubro de 2017

fluidamente confuso

acho que escrevo com fluidez aqui porque sei que quase ninguém vai ler. É denso o peso da cobrança externa - mesmo que ela não exista efetivamente. meia dúzia de comentários não afetam de verdade, mas aqui dentro da cabeça? não é brincadeira leve. é porrada tensa. machuca. tira o ar e acelera o coração. alimenta com adrenalina. a cobrança é interna. sempre foi. nunca é sobre o outro, é sempre sobre nós. nunca é sobre nós, é sempre sobre o outro. isso tem fluidez confusa. confusamente fluído, fluidamente confuso. como tem que ser. como é permitido manifestar.

crise sem culpa

eu quero descobrir um jeito de usar esse potencial criativo para coisas que realmente sejam construtivas. eu sempre podo minha capacidade de criação. não me sinto capaz de fazer algo genial. e aí gasto meu tempo com amenidades improdutivas. de repente me vejo fazendo um total de vários nadas e sem vontade alguma de transformar a atual situação. e assisto a tudo isso como se minha vida fosse uma TV, e eu fosse apenas uma mera expectadora. só que no fundo, eu sou uma diretora que finge ser figurante. até quando? bom que a sensação de culpa e punição tem perdido força, para a glória do Teu nome. finalmente você está passando por um período de crise sem sentir culpa. apenas observando e compreendendo. agradeça pela oportunidade. Gloria in Excelsis Deo