Páginas

26 de setembro de 2017

quesitos

revisitei meus quesitos, e agora tudo faz sentido.
eu amo inteligência acima de tudo. não somente a capacidade intelectual, mas a forma de falar, a didática, a oratória. as capacidades e habilidades de lidar com o conhecimento. a agilidade de referência, os gatilhos, o timing, o humor. tudo me encanta de uma forma muito ardente. tudo contribui pra régua de qualidade.
eu também sinto necessidade de admirar. prazer imenso em achar a pessoa foda. o famigerado brilho nos olhos, o entusiasmo pela vida, o jeito de ser você. Eu quero admirar a realidade, por isso ser verdadeiro é a melhor coisa que você pode fazer. transparência. Nua. Crua. Como é. pra ser devorada, pra ser consumida em chamas de desejo. Só depois penso em beleza. Nesse ponto, tudo está tão completo que o padrão nem tem relevância, tem apenas liberdade para ser o que é.
Por último, apenas, pensarei na carne. Na vibração básica dos dois primeiros chakras. Na performance. Que está garantida, visto que pra chegar até aqui, agora é necessário tem cumprido ou alcançado a nota mínima da régua.
Esses são os três que regem minha orquestra no momento. mas tenho consciência e me permito mudar de opinião quando achar que devo.
a vida passa e os nossos parâmetros mudam. e tem hora que a gente não aceita menos.
antes achava egoismo. agora, vejo outra perspectiva. Uma nova nuance, como aqueles tons de sombra no seu corpo.

memória rosa

quando escuto Rosa de Saron, é inevitável lembrar de você.
a gente tinha combinado de ir juntos no show, lembra?
de vez em quando, você ainda aparece na minha mente.
outro dia fui no shopping e lembrei daquele dia do estacionamento, onde eu e você rimos até a barriga doer por causa das coisas que você falava.
é só memória boa que vem na cabeça.
tem tanta coisa que queria compartilhar com você.
sinto tanto sua falta.
Mas hoje não dói mais. Não é mais como antes.
Houve transcendência. Agora é compreensão.

18 de setembro de 2017

caminhão de areia

a gente não sabe receber muito bem. a receptividade e aceitação é relacionada com passividade e condescendência. o que não tem nada a ver, pois eu não estou me moldando a nenhuma vontade alheia.

pelo contrario, apenas aceito de coração aberto o que aparece em minha vida. porque sinto que é isso que devo fazer. como um chamado. as vezes é estranho ter essa percepção. por mais de uma vez, quis voltar a ser "normal".

o problema, é que não dá pra desaprender. é um caminho sem volta, do bem. cada vez mais começo a entender algumas mentes, que surtam por tanto compreender.

porque você começa a ver que tudo tá tão errado que você começa a duvidar se faz sentido estar aqui. é como se um caminhão tivesse despejado uma tonelada de areia na sua sala e você tem que organizar e limpar cada grãozinho, um por um.

desanima. mas ainda existe luz, da pra sentir que não sou a trilha mas faço parte dela. de algum modo há contribuição. isso acalma. isso traz paz e luz pro coração.

começo a questionar se é normal sentir falta. mas sentir falta do que, se tenho tudo o que me é necessário? eterno embate.

filtro, não esponja

achei muito fofinha ela  me falando que eu tenho que me cuidar mais. comprar coisas pra mim e não esperar que elas venham de doação. ora, eu não espero nada. pelo contrario, apenas agradeço a fartura das coisas que estão vindo. sou muito grata pela oportunidade de poder receber. e dentro do que é doado há escolha. não aceito tudo. sou filtro, não esponja.

levanta e tenta

"Where there is desire there is gonna be a flame
Where there is a flame someone's bound to get burned
But just because it burns doesn't mean you're gonna die
You gotta get up and try, and try, and try"



a musica tava tocando e "de repente" comecei a prestar atenção nesse verso "But just because it burns doesn't mean you're gonna die"
realmente. comecei a pensar aqui. mas só porque queima não significa que eu vou morrer. tenho que tentar. 


12 de setembro de 2017

see u again

acabou de passar num verso da música e expressa a minha real intenção do momento. você é uma pessoa incrível, nunca deixem que te digam o contrário. você é alguém que vale a pena ter por perto. só tenho a agradecer por todas as memórias criadas. por todos os lugares visitados e por todas as experiências vividas. você foi a primeira. esse posto ninguém tira de você. Gratidão.

autocura

o que pensariam eles quando descobrissem que a autocura é verdadeira? que curas ou superações que já levaram anos para acontecer, atualmente acontecem em minutos? que é possível e está ao alcance de todos, bastando entrega e rendição? quando a única saída é abdicar da razão e deixar-se ser conduzido a cura vem. nunca a metáfora do mar fez tanto sentido quanto agora. é necessário passar a rebentação, para encontrar a calmaria. nada como a experiência. Gloria in Excelsis Deo.