Páginas

18 de outubro de 2017

intensidade

mesmo o meu emocional segue uma serie de regras. tenho parâmetros criados. antes achava que isso era um defeito, mas isso tem feito minha integridade mental ser preservada, e mais: tenho conseguido ajudar as pessoas com mais intensidade.
intensidade é uma palavra, inclusive, que tem feito mais parte da minha rotina. tenho sentido muito mais, eu mesma e as outras pessoas e coisas. tenho me conectado com energias muito boas e fluidas. acho que consegui me livrar das energias densas. tenho que agradecer a ela pela orientação inclusive. o fogo queima o que não faz mais parte.
a intensidade de sentimento tem feito efeito bom. tenho me sentido mais leve e feliz. diminuir a intensidade de trabalho também tem me feito um bem danado. a evolução se mostra na superação dos demônios que continuam aparecendo , mas não perduram tanto quanto antes. a sensação de leveza é indescritível. Gloria in Excelsis Deo!

anagrama

seu nome é anagrama de amor. e tenho certeza que não é por acaso. porque o que você despertou em mim tem forma e cores tão bonitas, que é impossível descrever por palavras. elas mudam de forma como o seu nome. não adianta eu tentar descrever. é um misto de coisas lindas que vem brotando nas últimas semanas. quando seu sorriso vem na minha mente, eu perco a concentração imaginando como está o seu coração ou o que te fez sorrir hoje. a gente sempre escuta que é só parar de procurar que as coisas boas acontecem. eu não botava fé, e aí, você aparece. sinceramente, eu já tinha desistido e me conformado que meu destino era morar sozinha no meio do mato. agora, fico feliz que terei companhia na minha casinha de madeira imaginária. porque, como que pode? a gente compartilha até sonhos. tenho certeza de que é de outras vidas. passei pelo tsunami pra me tornar mais forte pra passar essa parte da trilha com você. e pela primeira vez na vida, não sinto medo de mergulhar. eu não sei quanto tempo vai durar, mas sei que não existe melhor presente que ver seu nome na lata de pomarola. só tenho a agradecer.

você não é deus

você acha que estragou a vida dele, mas não foi você que  se apegou, mesmo sabendo que apego gera sofrimento. você não tem jurisdição para controlar a mente do outro. é escolha dele. por mais inconsciente que seja. não é só porque você sabe das coisas que todo mundo tem que saber. você tem dificuldade em lidar com pessoas que não caminham na mesma velocidade que você, e isso é problema absolutamente seu. você não é responsável por estragar a vida das pessoas. você não coloca coloca uma arma na cabeça delas e manda elas fazerem as coisas. você é adulta, responsável e consciente. as pessoas vão se machucar mas isso é conteúdo delas. para de tentar controlar tudo. você não é deus.

texto escrito em 22.02.17

26 de setembro de 2017

quesitos

revisitei meus quesitos, e agora tudo faz sentido.
eu amo inteligência acima de tudo. não somente a capacidade intelectual, mas a forma de falar, a didática, a oratória. as capacidades e habilidades de lidar com o conhecimento. a agilidade de referência, os gatilhos, o timing, o humor. tudo me encanta de uma forma muito ardente. tudo contribui pra régua de qualidade.
eu também sinto necessidade de admirar. prazer imenso em achar a pessoa foda. o famigerado brilho nos olhos, o entusiasmo pela vida, o jeito de ser você. Eu quero admirar a realidade, por isso ser verdadeiro é a melhor coisa que você pode fazer. transparência. Nua. Crua. Como é. pra ser devorada, pra ser consumida em chamas de desejo. Só depois penso em beleza. Nesse ponto, tudo está tão completo que o padrão nem tem relevância, tem apenas liberdade para ser o que é.
Por último, apenas, pensarei na carne. Na vibração básica dos dois primeiros chakras. Na performance. Que está garantida, visto que pra chegar até aqui, agora é necessário tem cumprido ou alcançado a nota mínima da régua.
Esses são os três que regem minha orquestra no momento. mas tenho consciência e me permito mudar de opinião quando achar que devo.
a vida passa e os nossos parâmetros mudam. e tem hora que a gente não aceita menos.
antes achava egoismo. agora, vejo outra perspectiva. Uma nova nuance, como aqueles tons de sombra no seu corpo.

memória rosa

quando escuto Rosa de Saron, é inevitável lembrar de você.
a gente tinha combinado de ir juntos no show, lembra?
de vez em quando, você ainda aparece na minha mente.
outro dia fui no shopping e lembrei daquele dia do estacionamento, onde eu e você rimos até a barriga doer por causa das coisas que você falava.
é só memória boa que vem na cabeça.
tem tanta coisa que queria compartilhar com você.
sinto tanto sua falta.
Mas hoje não dói mais. Não é mais como antes.
Houve transcendência. Agora é compreensão.

18 de setembro de 2017

caminhão de areia

a gente não sabe receber muito bem. a receptividade e aceitação é relacionada com passividade e condescendência. o que não tem nada a ver, pois eu não estou me moldando a nenhuma vontade alheia.

pelo contrario, apenas aceito de coração aberto o que aparece em minha vida. porque sinto que é isso que devo fazer. como um chamado. as vezes é estranho ter essa percepção. por mais de uma vez, quis voltar a ser "normal".

o problema, é que não dá pra desaprender. é um caminho sem volta, do bem. cada vez mais começo a entender algumas mentes, que surtam por tanto compreender.

porque você começa a ver que tudo tá tão errado que você começa a duvidar se faz sentido estar aqui. é como se um caminhão tivesse despejado uma tonelada de areia na sua sala e você tem que organizar e limpar cada grãozinho, um por um.

desanima. mas ainda existe luz, da pra sentir que não sou a trilha mas faço parte dela. de algum modo há contribuição. isso acalma. isso traz paz e luz pro coração.

começo a questionar se é normal sentir falta. mas sentir falta do que, se tenho tudo o que me é necessário? eterno embate.

filtro, não esponja

achei muito fofinha ela  me falando que eu tenho que me cuidar mais. comprar coisas pra mim e não esperar que elas venham de doação. ora, eu não espero nada. pelo contrario, apenas agradeço a fartura das coisas que estão vindo. sou muito grata pela oportunidade de poder receber. e dentro do que é doado há escolha. não aceito tudo. sou filtro, não esponja.